28 outubro, 2010

26 outubro, 2010

feeling blue

Acordar. Pensar em tudo o que tenho de fazer esta semana.
Aperceber-me que o tempo é finito.
Motivação, onde andas tu? Viraste-me as costas? Porquê?
Está Sol lá fora. Cá dentro está na eminência de chover.
Análise Matemática é enfiar um tiro na tempôra esquerda...

22 outubro, 2010

Mergulhos

Ontem, ao fim do dia, fui mandar um mergulho à praia.
Há semanas que andava com vontade, soube mesmo bem!

21 outubro, 2010

Hoje de manhã


Hoje de manhã, depois de uns últimos dias cansativos, foi esta a música que me animou.
Sim, acordei mal disposta e resmungona.

19 outubro, 2010

As escadas do meu prédio

As escadas do meu prédio, no domingo à noite, cheiravam a comida e transpiração...
Ontem tudo tinha voltado ao normal, felizmente.

15 outubro, 2010

Love and Laughter

Vontades

Vontade de sorrir. De rir à gargalhada.
De morder. De ser mordida.
Levar lambidelas de um cão e de um gato.
Molhar os pés na água do mar e acabar molhada de cima a baixo.
Fazer bolas de sabão. Saltar à corda.
Ouvir-te a ti e à tua música.
Pegar-te na mão e saltarmos juntos num trampolim.

13 outubro, 2010

03 outubro, 2010

Acordar assim...

Acordar assim não podia saber melhor.

Luzes coloridas (quadradas e rectangulares)

Num País que a apaixonou, numa cozinha aberta para o resto daquele mundo, gostava de ir à noite para o fundo da cozinha beber chá, enrolar um cigarro e fumá-lo, e olhar para os prédios em frente em que cada janela tinha uma cor diferente.
Para ela era um mundo mágico que todas as noites tinha uma configuração diferente, azul, vermelho, branco, amarelo, verde, laranja, roxo...

Crash!

(...) Não, não te preocupes, ela caiu devagarinho... (Diz isto com voz melosa e um sorriso de felicidade) CRASH! O sorriso transforma-se rapidamente em seriedade e assim fica, até o choque e o sentimento de culpa passar.